Assunto: Bolsa Escrotal e Testículos

 
Caracteriza alguma doença quando a bolsa escrotal e o pênis se movem sozinhos?

A “bolsa” escrotal (escroto) é composta de mais de dez camadas de músculos bem delicados, embora pareça uma coisa só, que se contrai e relaxa o tempo todo, dependendo da temperatura do seu corpo (relaxada no calor), do ambiente (entre na água fria...) e das suas emoções (p.ex.:medo). Além disto os testículos que estão dentro do escroto, também se movem sozinhos, independentes da bolsa, subindo e descendo. A maioria dos movimentos é para regular a temperatura dos testículos que deve ser menor que a do seu corpo entre ( 2º ou 3º abaixo). Leia sobre o assunto no site. O pênis não se “move”, apenas fica duro (ereto) e relaxado (mole). Não são músculos e sim vasos sanguíneos que se enchem e esvaziam para a ereção.

No homem que possui apenas 1 testículo, seus filhos serão apenas de um sexo ou poderá ter filhos dos dois sexos normalmente?

Um testículo supre a função do outro, assim, as chances dos dois sexos são iguais.

Em quais casos a cirurgia para remoção da bolsa escrotal é indicada? Existe cirurgia estética da bolsa escrotal ou sua redução e quais as consequências?

Com a remoção dos testículos, habitualmente a bolsa atrofia, pois não há mais estímulo hormonal. A retirada com manutenção dos testículos só é feita em caso de acidentes com grande comprometimento do tecido escrotal, quando então os testículos são implantados, provisoriamente, na região inguinal ou na raiz das coxas, até a confecção de nova bolsa para abrigá-los. Em casos de elefantíase penoescrotal, pode ser feita uma plástica com bons resultados estéticos. Leia também sobre hidrocele.

Injetar soro fisiológico no saco para aumentar a bolsa escrotal é perigoso?

Esta técnica é perigosa e deve ser condenada, pois mesmo seguindo rígidas condições de higiene, existe ainda o risco de se perfurar o testículo ou um vaso sanguíneo (veia ou artéria), trazendo assim graves complicações que podem culminar com a perda do testículo, atrofia do mesmo e esterilidade. Ainda, a contaminação pela agulha, da pele ou da cavidade da bolsa, pode originar uma grave infecção da bolsa, com necessidade de drenagem do pús e cicatrizes. Se houver contaminação do testículo, com formação de abscesso, o mesmo deverá ser retirado. Nenhum líquido (soro, silicone, etc.) deve ser injetado na bolsa escrotal, com finalidades cosméticas. Procure um urologista na sua cidade para examiná-lo e assim poder esclarecer-lhe se seus testículos são realmente pequenos. Lembre que também os testículos normais variam de tamanho, como o pênis.

 
Quando estou excitado, meus testículos saem da bolsa (sobem). Isto é normal ?

Sim. A retração da bolsa e elevação dos testículos é uma maneira de protegê-los de algum trauma durante as penetrações e assim também prepará-los para a ejaculação. Existe uma musculatura que envolve os testículos e bolsa, que reagem a este tipo de situação (excitação) e a outras, como por exemplo frio, água fria, medo e vergonha.

 
 
Depois de um período longo de excitação com minha namorada, se eu não ejacular, tenho dor nos testículos, às vezes muito intensas. Isto é normal ?

Sim. O mesmo mecanismo que eleva os testículos da pergunta anterior, aguarda por uma "mensagem" química, dizendo que a ejaculação já ocorreu e que ele pode se "relaxar". Quando isto não ocorre e o período de excitação é muito longo, acontece uma espécie de "câimbra" nesta musculatura, que não tem "força" para sustentá-los por muito tempo. Pode realmente causar dor, às vezes intensa, e deve resolver-se espontaneamente. Dor nos testículos fora deste tipo de situação deve ser avaliada, em consulta, com um urologista.

 
 
Tenho um testículo mais baixo que o outro. Será que tenho alguma doença ?

Não. Habitualmente, na grande maioria dos homens, um dos testículos, geralmente o esquerdo, é realmente alguns centímetros mais baixo que o direito. Isto é absolutamente normal.

 
 
Porque meu saco (bolsa escrotal ou escroto) às vezes fica contraído e às vezes está relaxado ?

A exemplo das perguntas anteriores, sua bolsa escrotal se contrai em situações como frio, medo, vergonha ou quando você está excitado. Quando ela está "relaxada" e você palpa (pega) facilmente nos testículos, é quando a produção de espermatozóides é maior. A espermatogênese (produção de espermatozóides) só ocorre em temperaturas abaixo da do nosso corpo, isto é, quando os testículos estão na bolsa "relaxada".

 

 

Tenho apenas um testículo normal, o outro não desceu para a bolsa. Que cuidados devo ter ? Posso ser estéril ?

Um testículo normal supre perfeitamente a falta ou atrofia do outro, tanto do ponto de vista hormonal quanto germinativo (reprodutivo), isto é, ele produz a quantidade suficiente de hormônio para você ser homem e de espermatozóides para você ter filhos. Quando está afastada a presença do segundo testículo (agenesia testicular unilateral), você deve ter uma vida normal. Quando o outro testículo está escondido (criptorquidia ou ectopia testicular) este sim preocupa o urologista, pois o risco deste sofrer uma degeneração maligna (transformar-se em câncer de testículo) é grande (30% dos casos). Assim um testículo rudimentar, que pode ter apenas alguma função endócrina (hormonal), deve ser retirado e substituído por uma prótese (meramente estética) de testículo, sem nenhum prejuízo para o indivíduo. Se não aceitar a cirurgia, este testículo deve ser acompanhado de perto, semestralmente.

Se o testículo, mesmo atrofiado, já esteve na bolsa escrotal, a hemibolsa (metade da bolsa) correspondente deve estar desenvolvida. Se não, esta hemibolsa deve também estar atrofiada, pois é a presença do testículo que estimula o desenvolvimento da bolsa escrotal.

Quanto à fertilidade, esta pode ser facilmente avaliada por um espermograma.

 

Tenho um só testículo na bolsa, do lado esquerdo. Posso colocar uma prótese à direita ?

Antes de pensar em prótese de testículo, devemos ter certeza da "falta" de um testículo, que pode estar localizado em alguma região fora da bolsa escrotal (Ver - Criptorquidia). É pouco provável, mas possível, existir apenas um testículo. Se assim for, pode-se implantar a prótese, com finalidade meramente estética, sem muita dificuldade. Se houver algum testículo "escondido", este deve ser retirado antes do implante da prótese (no mesmo ato cirúrgico, durante a mesma anestesia), pelo risco elevado de se transformar em câncer. Uma simples Ecografia (Ultrassom) ou eventualmente uma Tomografia Computadorizada podem esclarecer a presença ou não de um testículo criptorquídico.

 
 
Qual o tamanho normal dos testículos ?

Depende da idade, indo de 2,6 por 3,3 cm na pré-adolescência até 3,7 por 4,2 no homem adulto, sendo possível variações para mais.

 
 
 
O que ocorre quando um homem perde um dos testículos?

Um testículo supre normalmente a falta do outro, provavelmente surgirá algum prejuízo apenas em termos reprodutivos ou seja, no número de espermatozóides. O aspecto hormonal deverá estar preservado, inclusive podendo este testículo único, crescer um pouco (o que pode ocasionar dores ) para suprir a falta do outro. Além do trauma, nenhum outro cuidado deve ser imposto.

Meu filho nasceu com hidrocele aparentemente comunicante. A cirurgia é indicada?

Todo menino nasce com um certo grau de hidrocele, pela comunicação do conduto perintoneovaginal (vaginal é a porção do peritôneo que recobre os testículos, cada um individualmente), que deverá se fechar em algumas semanas, pois no homem adulto deve estar fechada. Nossa conduta é aguardar, a não ser que exista uma hérnia inguinal do mesmo lado da hidrocele, que corra o risco de encarcerar.

Tenho muitos pontos brancos nos meus testículos, parecidos com espinhas. Isso é normal ou pode ser alguma doença?

São glândulas sebáceas e folículos pilosos, normais nesta região.